Este blog tem como objectivo partilhar tanto temas pessoais como profissionais enquanto estudante de Medicina Veterinária, assim como, receitas vegetarianas para quem quiser experimentar e ainda ajudar quem como eu está agora a aprender a tocar guitarra

19
Set 15

Boa Noite caros leitores!

 

Hoje voltamos às receitas vegetarianas!! Receitas deliciosas para toda a família experimentar e deliciar-se!

A receita que vos trago hoje é: Refogado de Cogumelos com Natas.

 

Refogado de Cogumelos com Natas

 

 

Ingredientes:

  • 2 cebolas médias
  • 4 dentes de alho
  • Pimenta branca moída q.b.;
  • Nóz-moscada moída q.b.;
  • Pimentão doce em pó q.b.;
  • Óleo q.b.;
  • Azeite q.b.;
  • 1 colher de chá de Açafrão das Índias;
  • Cogumelos inteiros de tamanho pequeno/médio;
  • Espinafres q.b.;
  • 1 pacote de natas;
  • Sal q.b.

 

Preparação:

 

    Num tacho, coloque a cebola picada e os alhos picados.

    Junte um pouco de óleo e azeite e leve a lume brando para alourar e deixar a cebola macia.

    Adicione o pimentão doce, pimenta, noz moscada, açafrão das índias e sal e deixe ao lume, mexendo até torrar ligeiramente.

    Junte os cogumelos previamente lavados e deixe frever durante um bocado. (pode realizar alguns furos nos cogumelos com o auxílio de um garfo para o tempero penetrar também)

    Acrescente água ao preparado de forma a cobrir os cogumelos e deixe ao lume.

    Deixe os cogumelos cozinharem e quando a água tiver evaporado metade, adicione os espinafres e deixe cozinhar.

    Se necessário, rectifique os temperos e deixe apurar até praticamente toda a água ter evaporado.

    Adicione as natas e deixe ferver para engrossar o molho (a quantidade de natas pode variar tal como acontece com o leite).

    Envolva tudo e vá mexendo, em lume brando durante alguns minutos.

    Retire do lume e sirva ainda quente.

 

 

Acompanhamento:

 

    Pode acompanhar com arroz ou massa e ainda com salada de alface ou outra.

 

 

Espero que gostem!

Deixem as vossas opiniões e dúvidas em baixo...

Bom apetite!

publicado por Carla C às 21:41

12
Set 15

    Os dias passam e a vida vai passando por nós. Tal como a paisagem numa viagem de comboio: rápida, sem tempo para olhar duas vezes, sem repetições, imperdoável... e uma vez perdido, o momento perdido está... 

    A vida tornou-se uma correria monotona. Dia após dia, os mesmos caminhos, as mesmas pessoas, os mesmos horários. Dia após dia, a mesma rotina... 

    Já não sabemos valorizar as pequenas coisas da vida, saborear por breves instantes as pequenas surpresas que passam por nós a toda a hora e que simplesmente não vemos de tão cegos que estamos para o Mundo.

    Cegos por uma sociedade que assim o exige, cegos com o único objectivo de conseguir superar mais um dia. A vida passou a ser não mais que um trabalho, cujo objectivo diário é chegar a casa ao final do dia, comer, dormir e acordar na esperança de o dia seguinte não seja pior que o anterior. O que aconteceu à alegria de acordar e sentirmo-nos vivos só porque sim? 

    Os dias passam e vamos morrendo aos poucos e poucos por dentro. Coração frio e alheios a todo um Mundo que nos rodeia. Diariamente cortamos as nossas próprias asas e iludimo-nos na esperança que o destino tenha algo de bom reservado para nós. Porque havia de o destino ter algo bom reservado para nós se não saímos da cepa torta? Se nós somos os primeiros a desistir dos nossos sonhos? Se nos contentamos a seguir "caminhos já trilhados"? Se em vez de agir, ficamos sentados à espera que a felicidade nos caia no colo? 

    Estamos cada vez mais a olhar para a vida como algo garantido, quando sabemos (mas enfiamos essas ideias numa gaveta bem escondida na nossa mente) que breves instantes é quanto basta para toda uma vida mudar...

    Sim! Breves instantes é quanto basta para tudo ficar de pernas para o ar, para virar tudo do avesso, para o que ontém era certo, hoje seja incerto...

    Essa certeza deveria ser o suficiente para nos fazer acordar e olhar para o Mundo de olhos bem abertos (os nossos próprios olhos)...

    Essa certeza deveria ser o suficiente para lutarmos diariamente pelos nossos sonhos e não nos contentarmos a viver a vida de outrém. Deveria ser o suficiente para procurarmos cada um o seu caminho. Deveria ser o suficiente para nunca desistirmos de nada na vida, por muitos obstáculos que surjam... E aí talvez sim... talvez a Felicidade que procuramos esteja mesmo ao virar daquela esquina que nunca nos lembramos de virar, porque isso implicaria uma mudança na rotina.

    E nós gostamos da rotina...

    A grande questão é: gostamos assim tanto da rotina para sobrevivermos em vez de vivermos?

 

    Posso não conseguir mudar o Mundo, mas também não deixarei que o Mundo me mude...

 

 

Escrito em 2015 por Carla C (Life in Flashes)

   Copyright Life in Flashes. Reprodução permitida desde que indicando o endereço deste blog: http://life-in-flashes.blogs.sapo.pt/

publicado por Carla C às 15:55

07
Jul 15

Fecho os olhos, respiro fundo, mas não me sai da cabeça!

Continuo a ouvir a suave melodia que me envolve diariamente, mesmo após a noite me levar. Como um sonho que se repete vezes e vezes sem conta... mas que termina sempre na mesma nota, deixando o suspense no ar...

E não sou a única cujas notas ecoam pesadamente no coração. Sei que tu também as ouves a cada bater... em cada respirar...

Poderia ser a mais bela melodia alguma vez ouvida, fosse ela capaz de virar a Terra de pernas para o ar, de rearranjar os continentes... fosse ela capaz de se tornar real...  Digo real, pois verdadeira já o é...

Eu sei e tu sabes!

Mas nem eu, nem tu, nem nós podemos mudar o Mundo. Nem a bela melodia que nos envolve será alguma vez conhecida. Será nossa e apenas nossa até não existirmos mais. 

Apenas toca para nós e por nós. Notas espalhadas pela pauta, à qual a distância roubou o sentido... 

Continuaremos a ouvi-la, cada um no seu recanto de suspiros... "Juntos" não é palavra que exista no dicionário do "nosso tempo".

publicado por Carla C às 13:22

23
Mar 14

Boa Noite a Todos!!

 

Hoje apresento-vos mais uma deliciosa receita vegetariana: Rolo Vegetariano.

 

Rolo Vegetariano

Ingredientes:

  • Soja fina q.b.;
  • Molho de soja q.b.;
  • 3 dentes de alho;
  • 4 Tomates maduro pequenos;
  • Macedónia de legumes congelada q.b.;
  • Pimenta branca moída q.b.;
  • Nóz-moscada moída q.b.;
  • Pimentão doce em pó q.b.;
  • Orégãos q.b.;
  • 1/2 Caldo de legumes;
  • Azeite q.b.;
  • Açafrão das Indias q.b.;
  • Sal q.b.;
  • Massa fina de pizza.
  • 1 ovo inteiro.

 

Preparação:

 

    Coloque a soja a hidratar cerca de 1 hora antes.

    Escorra a soja e coloque-a num tacho.

    Adicione o molho de soja, um fio de azeite e os alhos picados.

    Coloque em lume brando e adicione um pouco de água.

    Descasque e retire as sementes aos tomates, corte-os em pedacinhos e adicione ao preparado.

    Adicione os temperos: Noz moscada, pimenta branca, oregãos, açafrão das indias, pimentão doce e meio caldo de legumes.

    Mantenha o lume brando e vá mexendo, acrescentando água morna para cozinhar a soja.

    Adicione a macedónia de legumes e vá mexendo de vez em quando.

    Prove o preparado e rectifique os temperos se necessário, principalmente o sal.

    Deixe o preparado cozinhar, acrescentando a água quando necessário.

    Quando os legumes estiverem bem cozinhados, deixe o preparado ao lume até evaporar a água e apurar o sabor.

    Vá mexendo o preparado e assim que o molho evaporar retire do lume e reserve.

 

    Utilize uma massa de pizza já feita ou então prepare a sua própria massa conforme seja do seu agrado.

    Estique a massa com o rolo, de forma a ficar com um rectângulo.

    Quando o preparado anterior tiver arrefecido, espalhe-o sobre a massa de forma uniforme.

    Enrole a massa para fazer o rolo.

    Coloque-o num tabuleiro de ir ao forno.

    Num recipiente pequeno, coloque o ovo batido e pincele o rolo com o mesmo.

    Leve ao forno a 180ºC até cozinhar a massa e esta ficar dourada.

    Retire do forno e sirva ainda quente.

 

Rolo Vegetariano

 

Acompanhamento:

 

    Pode acompanhar com salada de alface ou outra.

 

 

Espero que gostem!

Deixem as vossas opiniões e dúvidas em baixo...

Bom apetite!

publicado por Carla C às 18:31

16
Mar 14

Boa Tarde a Todos!!

 

Hoje estamos de volta com mais uma deliciosa receita vegetariana: Caril de Soja.

 

Esta receita foi preparada com base na receita de "Caril de Frango" do Chef Hernâni Ermida (Dica da semana), sendo adaptada para a cozinha vegetariana ao substituir o frango por soja grossa. Alguns dos ingredientes foram também adaptados consoante os ingredientes que tinha disponíveis no momento. Segue então a receita final.

 

Caril de Soja

 

Ingredientes:

  • Soja grossa q.b.;
  • Molho de soja q.b.;
  • 1 cebola
  • 3 dentes de alho
  • Pimenta branca moída q.b.;
  • Nóz-moscada moída q.b.;
  • Pimentão doce em pó q.b.;
  • 1/2 - 1 Caldo de legumes
  • Óleo q.b.;
  • Azeite q.b.;
  • 1 colher de sopa de caril em pó;
  • 1 colher de chá de cominhos em pó;
  • Leite q.b.;
  • 2 dL de natas;
  • Sal q.b.;
  • Coentros q.b..

 

Preparação:

 

    Coloque a soja a hidratar cerca de 1 hora antes.

    Prepare a soja tal como o faz na receita de Soja frita, apenas não adicione o leite. (consulte a receita em: Soja Frita)

    Deixe a soja alourar em lume brando, até que o molho evapore.

    Quando pronta, retire a soja do lume e reserve.

   

    Num tacho, coloque a cebola picada e os alhos picados.

    Junte um pouco de óleo e azeite e leve a lume brando para alourar e deixar a cebola macia.

    Adicione o caril, os cominhos e deixe ao lume, mexendo até torrar ligeiramente.

    Junte o leite (a quantidade dependerá da quantidade de molho que precisa fazer para a porção de soja) e deixe frever.

    Retire temporáriamente do lume e triture o preparado com a varinha mágica, levando de novo ao lume.

    Adicione as natas e deixe ferver para engrossar o molho (a quantidade de natas pode variar tal como acontece com o leite).

    Coloque a soja previamente preparada e acrescente a pimenta branca moída consoante necessário.

    Se necessário, acrescente um pouco de sal.

    Adicione coentros frescos picados.

    Envolva tudo e vá mexendo, em lume brando, durante cerca de 20 minutos.

    Retire do lume e sirva ainda quente.

 

 

Acompanhamento:

 

    Pode acompanhar com arroz ou massa e ainda com salada de alface ou outra.

 

 

Espero que gostem!

Deixem as vossas opiniões e dúvidas em baixo...

Bom apetite!

publicado por Carla C às 22:01

09
Mar 14

Boa Tarde a Todos!!

 

Hoje estamos de volta com mais uma deliciosa receita vegetariana: Almôndegas de Soja.

 

Almôndegas de Soja

 

Ingredientes Almôndegas:

  • Soja fina q.b.;
  • 2 Colheres de sopa de flocos finos de aveia;
  • 1 Cebola grande;
  • 1 Dente de alho;
  • Fio de azeite;
  • Pimenta branca moída q.b.;
  • Noz-moscada moída q.b.;
  • 1 Colher de chá de Pimentão doce;
  • Oregãos q.b.;
  • 2 Colheres de sopa de farinha;
  • 2 Colheres de sopa de pão ralado;
  • 2 ovos inteiros;
  • Molho de Soja q.b.;
  • Sal q.b. (se necessário).

 

Ingredientes Molho de Tomate:

  • 2 Cebolas médias;
  • 3 Tomates maduros;
  • 2 Dentes de alho;
  • Azeite q.b.;
  • Sal q.b.;
  • Pimenta branca moída q.b.;
  • Noz moscada moída q.b.;
  • 1 pitada de açúcar.

 

Preparação Almôndegas:

 

    Coloque a soja fina de molho para hidratar, cerca de uma hora antes.

    Quando a Soja fina estiver pronta, escorra a água com a ajuda de um passador, e adicione molho de soja para ir temperando.

 

    Descasque a cebola e os dentes de alho e pique os mesmos para um tacho, adicionando um fio de azeite.

    Leve o tacho em lume brando e deixe refugar.

    Após o refugado estar pronto, adicione a soja fina e envolva com o preparado.

    Adicione água ao preparado para cozinhar a soja.

    Junte os temperos (pimenta branca moída, noz moscada, oregãos e 1 colher de chá de pimentão doce) até que o sabor fique do seu agrado.

    Se necessário adicione um pouco de sal ao preparado.

    Deixe cozinhar, e vá mexendo até apurar.

    Quando a soja estiver cozinhada e a maioria da água tiver evaporado, adicione os flocos de aveia, os ovos, a farinha e o pão ralado, nessa mesma ordem.

    Envolva o preparado de forma a ficar homogéneo.

    Caso o preparado esteja muito líquido de forma a não permitir moldar as almôndegas, pode ir acrescentando pão ralado até adquirir a consistência desejada.

   

    Retire o tacho do lume e deixe arrefecer.

    Quando possível, espalhe um pouco de farinha sobre a bancada, e com o auxílio de 2 colheres de sopa, retire e compacte cada porção.

    Coloque sobre a mesa e molde as almôndegas, envolvendo-as na farinha.

    Reserve-as e comece a preparar o molho de tomate.

 

 

Preparação Molho de Tomate:

 

    Num tacho, coloque as cebolas cortadas às rodelas, os dentes de alho picados e azeite.

    Leve a refogar em lume brando.

    Coloque os tomates em pedaços e sem sementes.

    Adicione os temperos (sal, pimenta branca moída, noz-moscada) a gosto.

    Mexa muito bem e deixe apurar em lume brando.

    Quando estiver apurado, retire do lume e triture o preparado com a "varinha mágica".

    Volte a colocar em lume brando e, se necessário, rectifique os temperos.

    Se notar que o molho está muito ácido devido ao tomate, adicione uma pitada de açúcar.

 

 

    Deixe o molho em lume brando e adicione as almôndegas previamente reservadas.

    Deixe cozinhar em lume brando, mexendo de vez em quando para não pegar ao fundo do tacho.

 

    Quando estiver cozinhado e apurado, retire do lume e sirva quente.

 

 

Acompanhamento:

 

    Pode acompanhar com puré de batata, arroz ou massa e ainda com salada de alface.

 

 

Espero que gostem!

Deixem as vossas opiniões e dúvidas em baixo...

Bom apetite!

publicado por Carla C às 15:08

Setembro 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11

13
14
15
16
17
18

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30


subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
blogs SAPO